5.1 C
São Marcos
InícioPolíciaFalta de efetivo e de incentivo altera atuação do policiamento ostensivo em...

Falta de efetivo e de incentivo altera atuação do policiamento ostensivo em São Marcos

Desde junho ligações no 190 e monitoramento de câmeras vem sendo feito por policiais de Flores da Cunha. Reuniões entre Brigada Militar e Poder Público visam meios de minimizar os impactos no atendimento

No último dia 9 o Ministério Público promoveu debate com a Câmara de Vereadores e Prefeitura de São Marcos para apurar, em primeiro plano, reclamações apontando “omissão” por parte da Brigada Militar em coibir a prática de contravenção penal (perturbação, crimes ambientais e maus tratos a animais). Segundo a promotoria, também foram registradas queixas de não atendimentos de chamadas via 190 e exigência de registro de ocorrência deslocamento de viatura, o que conforme o promotor não há razões.

O encontro também tinha por objetivo apurar os motivos de o número 190 estar sendo atendido na cidade de Flores da Cunha e de as armas e coletes doados por CDL e CIC São Marcos também terem sido deslocados.

O comando da Brigada Militar na cidade não compareceu na data da reunião, mas nesta terça (14), o comandante da 2ª Companhia do 36º BPM, capitão Daniel Tonatto esteve na cidade para novo encontro com autoridades, onde possíveis alternativas de se minimizar os problemas relacionados à segurança pública foram discutidas.

Comando da BM esteve com prefeito e promotor nesta terça (14). Foto divulgação

O fato é que desde o dia 2 de julho as ligações realizadas para o telefone de emergência 190 em São Marcos estão sendo redirecionadas para a sala de operações da Brigada Militar de Flores da Cunha. Conforme o capitão Tonatto “O motivo do direcionamento é para otimizar o atendimento com o emprego do efetivo que ficaria no quartel no policiamento ostensivo e de ocorrências”, diante falta de efetivo nos batalhões regionais.

Em entrevista ao SMO ainda no mês de agosto, ele informou que, das 6 cidades que compreendem a área de abrangência o 36º BPM: Farroupilha, Flores da Cunha, São Marcos, Antônio Prado, Nova Roma do Sul e Nova Pádua, sendo as quatro últimas pertencentes à 2ª Companhia, todas possuem o telefone de emergência instalado, com exceção de Antônio Prado e São Marcos onde o 190 é redirecionado para a Brigada Militar de Flores da Cunha, que dá os despachos das ocorrências para os policias de serviço em São Marcos.

Das armas e coletes doados pelas entidades locais, Tonatto salientou a importância, uma vez que melhora as condições de trabalho do policial militar e consequentemente na prestação de serviços à comunidade, ressaltando que, no quartel da Brigada Militar de São Marcos, atualmente tem armamento longo à disposição do efetivo e, que apenas o armamento remanescente foi remanejado, apenas para guardá-lo em outro local. Ele afirma que estas armas excedentes continuam pertencendo a São Marcos e não estão sendo utilizadas por policiais militares de outra cidade.

Auxílio moradia retirado pelo Poder Público implica na permanência de soldados em São Marcos. Nos últimos dias mais dois pediram transferência e o efetivo é de menos da metade prevista

Hoje São Marcos opera com metade do efetivo previsto. Foto: divulgação BM

A insuficiência de efetivo policial ocorre na maioria das cidades do Estado e a destinação é realizada pelo comando da Brigada Militar e a Secretária de Segurança Pública. No último mês houve formação de novos policiais militares que foram destinados para algumas cidades do batalhão, porém, ainda não se sabe se algum será destinado para São Marcos.

Atualmente, na área do batalhão, a principal forma de incentivo é o auxílio de permanência com o pagamento de um valor de auxílio moradia em benefício do policial militar e, nesse sentido, há vários municípios que pagam na área do batalhão e São Marcos seria o único que não paga.

“O pagamento de auxílio moradia para policiais militares é certamente um ótimo incentivo e importante para atrair interesse de mais policiais militares para trabalhar no município”, aponta o capitão.

“A Brigada Militar de São Marcos está desenvolvendo um ótimo trabalho na cidade e, principalmente, se analisarmos os indicadores criminais, percebe-se que todos diminuíram no comparativo do 1 semestre de 2021 em comparação com o 1º semestre de 2020”, enfatiza.

Nesta terça-feira, após se reunir com autoridades, Tonatto e o comandante Melo, do comando local estiveram na redação do SMO para entrevista ao vivo. Acompanhe no link da imagem:

Clique para ver o vídeo

Destaques

Últimas

Conteúdo relacionado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui