20 C
São Marcos
InícioAgriculturaAgricultores investem em sistema anti-geada para evitar perdas

Agricultores investem em sistema anti-geada para evitar perdas

Em Campestre da Serra, a família Argenta inaugurou sistema de irrigação por aspersão, da Agrimar de São Marcos

A geada é um fenômeno visto principalmente na região sul e ocorre quando há queda intensa de temperatura, céu claro e baixa umidade do ar, principalmente em baixadas e encostas de montanhas, danificando as células vegetais devido ao vento gelado ou o congelamento.

A geada é um dos eventos climáticos que mais causa prejuízos aos produtores. Contudo há diversas técnicas para amenizar os impactos negativas do frio, como por exemplo a irrigação por aspersão, conforme explica o Secretário Municipal da Agricultura de Campestre da Serra ,Tairo Balardin.

“Enquanto Secretaria da Agricultura a gente se preocupa com que o nosso produtor consiga ter boas safras”.

Para Tairo, o sistema anti-geada vem dentro de um panorama novo da agricultura, em que os produtores começam a pensar em plantar um pouco menos em garantir maior produção, minimizando as perdas.

Nesta quinta-feira (29), a equipe da secretaria esteve visitando a propriedade do senhor João Carlos Argenta, que junto com os filhos Moacir e Marcelo finalizaram a instalação do sistema, adquirido junto a Agrimar de São Marcos.

Tairo conta que a família campestrense iniciou com seis hectares de irrigação, no pomar de pêssegos e, que são os pioneiros no município a investir no sistema. “Eles tem um açude muito grande, permitindo o implemento, porque a vasão de água é em torno de 45 mil litros por hora por hectare”, comenta.

Ele explica que quando a temperatura do ar cair bruscamente, atingindo cerca de 3°C em noite de céu claro, a  aplicação de água por aspersão deve ser ligada e mantida durante a noite e o início da manhã, até o completo descongelamento, que pode ocorrer entre 9 e 11h da manhã. A lâmina aplicada deve ser de 2 a 6 mm/hora, aumentando de acordo com a intensidade do frio.

A água age como uma película protetora da lavoura. Se no momento da ocorrência da geada, as plantas estiverem molhadas, a água que envolve a planta será congelada se mantendo a 0°C, protegendo os tecidos vegetais, que costumam tolerar frios um pouco mais intensos. É um efeito semelhante ao que ocorre no iglu.

A irrigação por aspersão é mais eficiente quando se irriga constante e uniformemente toda a área, pois a área que não se mantém molhada no momento da geada pode chegar a temperaturas negativa, danificando danos às plantas.

A Secretaria da Agricultura de Campestre sempre se preocupa em apoiar os produtores com máquinas, instalação e implementação de novas tecnologias e ferramentas garantindo a produção anual.

Destaques

Últimas

Conteúdo relacionado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui