12.7 C
São Marcos
InícioSaúdeAquisição de novos veículos deve amenizar problemas no transporte de pacientes em...

Aquisição de novos veículos deve amenizar problemas no transporte de pacientes em São Marcos

Administração recebeu na última semana, 5 novos veículos, sendo dois Chevrolet Spin de 7 lugares para a Saúde. Hoje o setor terceiriza transporte e tem ambulância alugada

Na tarde da última quarta-feira, dia 15 de junho, o prefeito Evandro Kuwer e parte da equipe administrativa receberam as chaves de 5 veículos novos, das mãos da representante do grupo DRSUL, Francine Oliveira do Amaral, vencedor da licitação.

As aquisições foram realizadas com recursos próprios do município e devem impactar principalmente na qualidade do serviço de transporte de pacientes pela Secretaria Municipal da Saúde. O setor sofre com o desgaste da frota e conta com terceirização e até locação de uma ambulância.

Duas Chevrolet Spin de 7 lugares foram direcionado para a área da saúde e três Fiat Mobi para administração, educação e fazenda. Além destes, a administração municipal também adquiriu uma Van com 15 lugares, que deverá ser entregue até o final deste ano, conforme detalha o o diretor do setor de transportes da Saúde, Igor Serafim.

Prefeito Kuwer, representante da concessionaria, secretária da Saúde Maristela Lunedo e o diretor do transporte da saúde. Foto: Paola Paim Vedovelli/prefeitura

“Melhorou muito as condições e estamos bem satisfeitos, estamos com 5 motoristas e com a vinda desses dois novos carros a frota da secretaria aumenta para 7 veículos, além dos postos de saúde, em que cada um tem um carro. A respeito da Van não deram previsão, apenas que viria antes do final desse ano”, relata o diretor.

Apesar dos novos carros, o setor ainda sofre com o sucateamento das ambulâncias, que culminou inclusive na locação de uma ambulância de empresa de Porto Alegre, através de contrato feito por dois meses e que deverá ser prorrogado, conforme Igor.

“Estou aproveitando esse momento pra fazer uma geral nas nossas ambulâncias, parte mecânica, elétrica e chapeação. Hoje são 5 ambulâncias sendo que uma é pequena e uma alugada”, revelou Serafin.

Há cerca de 6 meses o setor iniciou o transporte para a capital através de linhas de ônibus particulares terceirizadas pela prefeitura, e que ainda segue em operação.

Destaques

Últimas

Conteúdo relacionado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui