9.6 C
São Marcos
InícioRegiãoConsulta Popular tem prazo de votação prorrogado: há projetos que interessam a...

Consulta Popular tem prazo de votação prorrogado: há projetos que interessam a São Marcos

Duas propostas, das áreas de turismo e desenvolvimento econômico são de abrangência regional; três projetos, de agricultura, meio ambiente e assistência, são municipais e dependem do percentual de votação. Conheça as cinco propostas e participe!

A participação popular é a essência da democracia. Ter voz e vez, podendo decidir onde quer que o governo aplique uma parte dos recursos do orçamento, foi um ideal que gerou lutas e movimentos sociais. Mas nesses tempos de descrença com a política, a população não parece muito interessada em escolher. É o que demonstra o baixo índice de votação registrado na primeira semana da Consulta Popular 2021.

“Nos primeiros dias a votação foi bem baixa em todos os conselhos regionais de desenvolvimento. Esperamos que aumente. É importante que as pessoas participem”, pondera a presidente do Corede Serra, Mônica Mattia.

Foi em virtude dessa reduzida participação que, a pedido dos Coredes, o governo estadual decidiu estender o prazo de votação da Consulta Popular até 15 de dezembro (o processo iria de 22 a 30 de novembro).

R$ 900 mil à Serra Gaúcha: projeto da Rota Turística envolve São Marcos

Para a Serra Gaúcha, são destinados R$ 942,8 mil. O valor será aplicado em três projetos, que serão decididos pela voto das pessoas. Um dos que mais interessa a São Marcos, conforme a assessoria de comunicação da prefeitura, é o de fortalecimento da Rota Turística Vales da Serra.

Trata-se do “Planejamento estratégico e de comunicação da Rota Turística Vales da Serra: Antônio Prado, Caxias do Sul, Flores da Cunha, Nova Pádua, Nova Roma do Sul e São Marcos”. O projeto, que teve mais curtidas no aplicativo, visa “fortalecer o turismo da Rota Regional Vales da Serra através de estratégia de promoção do destino (marketing), com ações de promoção do destino como Marketing Digital, Marketing de conteúdo e Gestão de Mídias Sociais, Mídias Pagas, Campanhas com influenciadores, desenvolvimento de conteúdos em vídeos e material gráfico com mecanismos de realidade virtual e realidade aumentada. Além disso, a iniciativa buscará parcerias para a exibição de vídeos em mídias segmentadas (elevadores, aeroportos, companhias aéreas, entre outras).”

“Esse projeto foi o que teve mais curtidas no aplicativo”, assinala a presidente do Corede. Mônica Mattia destaca que se trata de uma área importante. “A região tem no enoturismo um importante potencial econômico. Muitos municípios da região tem na cultura da uva e do vinho um ponto em comum e esse projeto envolve tudo isso”, pondera.

Região quer investimentos em meio ambiente, assistência, economia e agricultura

Mirante Gelain e Cascata Bordin – Flores da Cunha

Os projetos considerados prioritários para a Serra foram definidos em assembleia no último dia 10 de novembro, após encontros de lideranças regionais realizadas em outubro: em Caxias do Sul, no dia 20; em Bento, no dia 22; e em Guaporé, no dia 27.

Nos encontros, a região de Caxias (da qual faz parte São Marcos) decidiu que deseja investimentos da Consulta Popular em assistência, meio ambiente, economia e agricultura.

Assistência Social: Ações de infraestrutura e atendimento nas áreas psicossociais para garantir os direitos de crianças adolescentes e adultos com deficiência auditiva, transtorno do espectro autista, deficiência múltiplas aprendizagens, entre outras limitações. A distribuição de recursos será para os três municípios com maior percentual de votos.

Meio Ambiente e Infraestrutura: Projeto de Segurança Alimentar, contemplando hortas biodidáticas (educativas), instalação de composteiras sendo (ou podendo ser) estendido para redes de ensino e associações comunitárias, entre outros. A distribuição de recursos será para os três municípios com maior % de votos.

Desenvolvimento Econômico: Criação e ações para desenvolvimento do APL dos setores de Alta e Média Tecnologia (alta intensidade tecnológica: setores aeroespacial; farmacêutico; de informática; eletrônica e telecomunicações; instrumentos; média-alta intensidade tecnológica: setores de material elétrico; química; máquinas e equipamentos), envolvendo os 32 municípios da Serra. Visa dar visibilidade aos setores a fim de estimular o empreendedorismo em setores tecnológicos, difundir o emprego de alto valor agregado, conectar tais setores às cadeias nacionais e internacionais de valor, propagar a cultura dos setores no pensamento médio do cidadão e no entorno institucional que apoia o setor produtivo.

Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural: Programa de incentivo para irrigação na fruticultura regional. Apoio à agricultura familiar orgânica com subsídios aos bioinsumos. Cisternas para reserva de água. A distribuição de recursos será para os três municípios com maior % de votos.

Esses quatro projetos constam na cédula de votação da Consulta Popular junto com o que teve mais curtidas no aplicativo, o de fortalecimento da Rota Turística Vales das Serra.

“Os projetos da rota turística e do desenvolvimento econômico são de abrangência regional e os recursos serão distribuídos igualitariamente para todos os 32 municípios do Corede Serra. Já os de assistência, agricultura e meio ambiente terão os recursos direcionados aos municípios com maior percentual de votação, com um mínimo de 2% do total de eleitores (São Marcos tem cerca de 15 mil eleitores e precisaria de um mínimo de 3 mil votos)”, explica a presidente do Corede Serra.

Para votar 
A votação ocorre através da Internet.
• Acesse o site da Consulta Popular: http://consultapopular.rs.gov.br
•📲 Baixe o app COLAB: http://www.colab.re/
▪️Mais informações em https://coredeserra.org.br/pagina/consulta-popular

Seja pelo aplicativo ou pela web, é necessário fazer login pelo Colab – quem ainda não se cadastrou, precisa criar uma conta. É recomendável, antes de iniciar a pesquisa, ter em mãos o CPF e o título de eleitor. Após cadastro e com base nas informações prestadas, haverá direcionamento automático para a cédula do Corede correspondente ao domicílio eleitoral. Cada eleitor poderá votar em apenas uma proposta de seu domicílio eleitoral, sendo selecionada aquela com maior número de votos.

R$ 30 milhões para os 28 Coredes

Instituída em 1998 pelo governo do Estado, a consulta permite aos votantes que definam diretamente parte dos investimentos a constarem no orçamento estadual. Neste ano, o valor disponibilizado será de R$ 30 milhões para as 28 regiões dos Coredes (Conselhos Regionais de Desenvolvimento). A verba é distribuída de acordo critérios como população de cada região e o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese).

Neste ano, em sua primeira fase, a Consulta Popular recebeu cerca de mil ideias enviadas por cidadãos. As propostas foram selecionadas após o término do prazo de envio, com base em uma análise técnica, a partir de critérios como viabilidade de execução, orçamento e competência.

Destaques

Últimas

Conteúdo relacionado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui