14.8 C
São Marcos
InícioGeralSecretaria de saúde emite alerta por surto de doença diarréica aguda

Secretaria de saúde emite alerta por surto de doença diarréica aguda

Em São Marcos foram identificados 127 casos de diarreia pelos profissionais de saúde da rede pública e privada

O Estado investiga surtos da doença diarréica aguda em 16 municípios. Em São Marcos foram identificados 127 casos de diarreia pelos profissionais de saúde da rede pública e privada e a Vigilância Epidemiológica solicitou ao estado kit de coleta de amostras para análise no LACEN/RS. Ainda não há resultado de amostras.

Os surtos de diarreia, vômito e sintomas gastrointestinais começaram a aparecer no Estado, bem como em São Marcos e outros 24 municípios do Rio Grande do Sul, entre final do mês de setembro e o início de outubro. Por conta disso, a Secretaria Municipal de Saúde alerta a comunidade sobre a importância dos hábitos de higiene pessoal e no manuseio de alimentos para evitar o contágio.

A Secretaria Estadual de Saúde emitiu um alerta epidemiológico para todo o Estado e investiga surtos em 16 municípios. Em São Marcos foram identificados 127 casos de diarreia pelos profissionais de saúde da rede pública e privada e a Vigilância Epidemiológica solicitou ao estado kit de coleta de amostras para análise no LACEN/RS. Ainda não há resultado de amostras. Também, durante a última semana, foi emitido alerta às escolas de educação infantil, fundamental e médio, além de realizar inspeção in loco nesses locais a fim de prestar serviços de saúde em alerta.

As doenças gastrointestinais têm como principal sintoma a diarreia. O aumento do número de evacuações pode ou não ser acompanhado de dor abdominal, náusea, vômito e febre.

A transmissão normalmente ocorre através do consumo de água ou alimentos contaminados Entre os cuidados básicos, inclui lavar, com frequência, as mãos e os alimentos, antes do consumo. Lembrando que essas são medidas preventivas úteis, não apenas para evitar o contágio dessa, mas de outras doenças, a exemplo do próprio coronavírus.

A saúde municipal reforça que os sintomas mais comuns da doença diarreica aguda são náuseas, vômitos, febre, diarreia e dores de cabeça e de estômago. Assim, é importante manter-se hidratado aumentando a ingestão de líquidos e consumir alimentos leves, caso apresente os sintomas principalmente em crianças e idosos. E se eles persistirem e estejam associados a febre ou fezes com sangue a pessoa deve procurar atendimento médico.

Outras dicas de como se prevenir da doença são:

– Beber água tratada e realizar a limpeza da caixa d’água uma vez ao ano ou sempre que necessário.

– Evitar contato próximo com pessoas sintomáticas. Se estiver doente, fique em repouso.

– Higienizar mamadeiras com água fervente.

– Evitar compartilhar objetos como toalhas e talheres.

– Limpar as superfícies contaminadas com álcool ou hipoclorito de sódio sempre que possível, por exemplo, banheiros, pias para lavagem de mãos, entre outros.

A Vigilância Epidemiológica destaca ainda para que se evite abraços e toques nas mãos de outras pessoas, a fim de evitar o contágio.

Destaques

Últimas

Conteúdo relacionado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui