21.8 C
São Marcos
InícioGeralGeneral Geraldo Antonio Miotto é eternizado em monumentos inaugurados esta semana

General Geraldo Antonio Miotto é eternizado em monumentos inaugurados esta semana

Na segunda-feira (6), em Porto Alegre, foi inaugurado largo que leva o nome do são-marquense. Neste sábado (11), em São Marcos, acontece inauguração de obelisco em homenagem ao militar falecido em janeiro deste ano

O general Miotto, como era conhecido, nasceu em São Marcos, no Rio Grande do Sul, em 20 de março de 1955, e ingressou no Exército Brasileiro em 28 de fevereiro de 1972. Ao longo da sua carreira como militar, conquistou postos no alto comando do Exército sendo Comandante Militar da Amazônia e Comandante Militar do Sul. Miotto faleceu em 20 de janeiro deste ano, aos 65 anos, em decorrência de complicações pela Covis-19.

Nesta semana, na véspera do aniversário de morte do general, a inauguração de monumentos visam homenagear e eternizar a trajetória do militar.

Na capital Porto Alegre, foi inaugurado o Largo General Geraldo Antônio Miotto, trecho entre as vias da Avenida Edvaldo Pereira Paiva, compreendida pelo trecho do Parque Marinha do Brasil e onde atualmente está instalado o velódromo. O evento teve a presença do vice-presidente da República e também general do Exército, Hamilton Mourão.

Em São Marcos, por volta das 11h deste sábado (11), acontece a inauguração do monumento em homenagem a Miotto. Localizado na Praça Dante Marcucci, obelisco construído em granito fica ao lado do carro de combate que foi reinaugurado em 2019 pelo próprio general. Além do monumento, foi feita uma pavimentação no entorno do carro de combate, iluminação e jardinagem no local.

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, participou do ato na capital. Foto: divulgação

Carreira do General Miotto

O general Miotto, como era conhecido, nasceu em São Marcos, no Rio Grande do Sul, em 20 de março de 1955, e ingressou no Exército Brasileiro em 28 de fevereiro de 1972, na Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), em Campinas, São Paulo. Em 1975, seguiu para a Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), onde, em 14 de dezembro de 1978, foi declarado aspirante-a-oficial da arma de cavalaria, sendo o primeiro colocado de sua turma. Por isso, recebeu a Medalha Marechal Hermes, de bronze com uma coroa. Em seguida, foi classificado no 3º Esquadrão do 1º Regimento de Cavalaria Motorizado, em Passo Fundo. Frequentou e concluiu o Curso Básico Paraquedista, o Curso de Operações na Selva, categoria “A”, o Curso de Oficial de Comunicações, o Estágio de Operações de Inteligência na Escola Nacional de Informações e o Curso de Inteligência no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Recursos Humanos da Agência Brasileira de Inteligência.

Na sequência, cursou a Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais da arma de cavalaria e a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, ambas no Rio de Janeiro. Como tenente-coronel, comandou o 16º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado, em Passo Fundo. Realizou o Curso de Comando e Estado-Maior na Escola Superior de Guerra, na Argentina, sendo, após a conclusão, em dezembro de 1997, designado para exercer a função de Oficial de Ligação junto ao Comando dos Institutos Militares, do Exército Argentino, em Buenos Aires. Em 15 de agosto de 2000, foi exonerado do cargo em Buenos Aires e nomeado comandante do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de Porto Alegre (CPOR/PA). Em 21 de dezembro de 2001, foi promovido ao posto de Coronel de Cavalaria. Em 28 de outubro de 2003, estando exonerado do comando do CPOR/PA, foi designado para frequentar o Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia da Escola Superior de Guerra, no Rio de Janeiro. Foi nomeado Oficial de Gabinete do Comandante do Exército em 1º de julho de 2004.

Em 31 de julho de 2008, foi promovido ao posto de General de Brigada Combatente, sendo designado comandante da 8ª Brigada de Infantaria Motorizada, até que em 19 de março de 2010, foi exonerado para exercer o cargo de Assistente Militar do Comando da Escola Superior de Guerra. Em 22 de setembro de 2010, foi nomeado para exercer o cargo de Chefe do Estado-Maior do Comando Militar do Leste, ficando exonerado do cargo de Assistente Militar do Comando da Escola Superior de Guerra. Já no dia 22 de março de 2012, foi promovido ao cargo de General de Divisão Combatente.

Em 23 de novembro de 2012, foi nomeado Comandante da 3ª Divisão de Exército, ficando exonerado do cargo de Chefe do Estado-Maior do Comando Militar do Leste. Dois anos depois, em 24 de novembro de 2014, foi nomeado para exercer o cargo de Diretor de Ensino da Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do Ministério da Defesa, ficando exonerado do cargo de Comandante da 3ª Divisão de Exército.

Miotto faleceu em 20 de janeiro de 2021 por complicações da Covid-19. Foto divulgação

Em 14 de abril de 2015, foi nomeado para o cargo de Secretário-Executivo do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, ficando exonerado do cargo de Diretor de Ensino da Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do Ministério da Defesa. Em 16 de outubro de 2015, foi nomeado para exercer o cargo de Vice-Chefe do Departamento Geral do Pessoal, ficando exonerado do cargo de Secretário-Executivo do GSI.

Chegou ao ápice de sua carreira quando foi promovido ao posto de General de Exército em 31 de março de 2016. Também nesta data, foi nomeado para exercer o cargo de Comandante Militar da Amazônia, ficando exonerado do cargo de Vice-Chefe do Departamento Geral do Pessoal. Nesse período, recebeu o título de Cidadão do Amazonas, concedido pela Assembleia Legislativa do Amazonas. Esteve à frente da segurança de Manaus durante os Jogos Olímpicos do mesmo ano.

Em 21 de março 2018, foi nomeado para exercer o cargo de Comandante Militar do Sul, ficando exonerado do cargo de Comandante Militar da Amazônia. Ao longo de sua trajetória de vida e militar recebeu inúmeras condecorações e homenagens por seus relevantes serviços prestados à nação brasileira.

Infelizmente, em 20 de janeiro de 2021, veio a falecer devido a complicações causadas pelo novo Coronavírus (Covid-19). Por fim, a atuação do general Geraldo Antônio Miotto, especialmente no cargo de Comandante Militar do Sul, que, ao chefiar aproximadamente 52 mil militares do Exército Brasileiro dos três Estados do sul do País, assumiu a missão de executar e entregar dois trechos da duplicação da BR-116 Sul, que é a principal ligação da capital gaúcha com a metade sul do Estado.

Destaques

Últimas

Conteúdo relacionado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui