3.5 C
São Marcos
InícioCriúvaSão Marcos e Criúva celebram memória de Padre Pedro

São Marcos e Criúva celebram memória de Padre Pedro

Missa e peregrinação de 15 km acontecem pelo 4° ano consecutivo. Em 2018 foram inauguradas estátua e sala memória

Conforme o pároco do distrito caxiense, as homenagens relembram as memórias do padre Pedro Rizzon, por sua simplicidade e humildade. O padre Mário Pereira explica que não haverá romaria de forma oficial, mas quem quiser está convidado a caminhar até a Igreja de Nossa Senhora do Carmo. Haverá missa às 10h30.

A orientação é de que se evite aglomerações durante o trajeto e sigam demais protocolos de saúde. Ainda conforme o pároco,  um pequeno grupo irá partir às 7h de frente a Igreja Matriz de São Marcos em direção à Criúva, em tempo de assistir a missa. O padre destaca ainda que não haverá almoço.

A romaria, assim como a celebração e confraternização ao meio-dia ocorreu pela primeira vez em 2018 através de comissão formada por membros de São Marcos e Criúva. Na ocasião foi inaugurada estátua em bronze na praça e sala memória na Igreja da comunidade.

Em 2019 houve a romaria e o almoço. Já em 2020, em meio a pandemia, apenas alguns fiéis foram caminhando até o distrito. Neste ano, com a liberação de alguns eventos e com as flexibilizações é possível retomar a tradição.

Padre Pedro Rizzon nasceu em São Marcos no ano de 1918, filho de agricultores, estudou em São Leopoldo Filosofia e Teologia e fez-se padre. Atuou durante 22 anos como pároco de Criúva. Ficou conhecido por incentivar grandiosamente a Festa do Divino Espirito Santo, um dos patrimônios religiosos da Serra Gaúcha. Padre Pedro foi Reitor do Seminário Nossa Senhora de Aparecida, local de formação de sacerdotes na Diocese de Caxias do Sul. Também foi professor universitário da UCS. O Padre Rizzon faleceu em 19 de agosto de 2004, aos 86 anos em sua terra natal, São Marcos.

Destaques

Últimas

Conteúdo relacionado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui