9.6 C
São Marcos
InícioArtigoO que falar? O que fazer?

O que falar? O que fazer?

Que tom devemos usar em nossos lares, quais sentimentos e emoções devemos deixar claro diante tamanha adversidade?

Estamos seguros e preparados nos ambientes que criamos para receber uma vida…

Gerar um ser, gerir uma alma e dar a ela tudo e qualquer recurso para que possa se desenvolver e crescer saudável em meio a diferentes linguagens, em meio a um mundo a ser descoberto, pois não sabemos que mundo está para ser desvendado nos próximos dias quem dirá anos.

Janelas se abrem e se fecham constantemente, precisamos estar seguros de que as escolhas são as certas para uma atualidade, mas que atualidade certa ou incerta é essa?

Preservar relações de convívio, sentimentos e emoções é tão importante quanto preservar aquilo que nos mantêm equilibrados, por meio de pensamentos e ações positivas.

Ter humildade e paciência para tomar as decisões corretas ou próximas disso para tentar falar e fazer uso da mesma linguagem ou fazer uso de abordagens diferentes e aderir a mudanças assertivas para alcançar o objetivo de gerar e gerir para um mundo de possibilidades a ser desvendado, porque a situação é nova, muitos estão à deriva, mas tudo passa, outros dilemas surgirão e deverão ser entendidos e enfrentados. Que língua/abordagem deve ser usada para essa causa? Que caminho é esse? Que viagem é essa? Para onde seguir? E, continuar seguindo ou desistir?

Caminhos, incertezas, novidades, dúvidas e experiências a serem vividas. A vida é instante, centelhas de decisões que precisam ser pensadas com destreza e maestria para que a dança continue, a mudança se faça e, que ao olhar o olhar nasça esperança e o sorriso se faça na lembrança feliz e constante de que estejamos fazendo o certo ou o melhor para o próximo em um mundo de sentimentos e emoções diversas.

Flávia Grison

Professora

Destaques

Últimas

Conteúdo relacionado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui